RÁDIO AMBRÓSIO PUBLICIDADES

blog

blog

domingo, 4 de junho de 2017

DHPP investiga série de mortes

Uma equipe da Divisão de Homicídios se deslocou de Fortaleza para apurar os crimes de pistolagem ( Foto: Kid Jr. )
00:00 · 03.06.2017
Uma equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Fortaleza esteve em Tauá, com o objetivo de apurar os seis homicídios com características de execução, ocorridos nos últimos nove meses, no Ceará e Piauí. As vítimas são políticos e parentes deles, ligados ao Município de Aiuaba, na Região dos Inhamuns.
A equipe é constituída pelos delegados George Monteiro e Edmo Leite e quatro inspetores da unidade Especializada. O delegado regional de Tauá, Gisleian Lima e inspetores da 14ª Delegacia deram apoio à ação.
Entre os crimes que estão sendo investigados está o do vereador José Valmir de Souza, assassinado a tiros depois de participar de um comício, na noite de 24 de setembro último, na localidade de São Nicolau. Minutos depois da morte do vereador, o filho dele, Alan Franklin de Sousa, praticou um assassinato no povoado de Bom Nome, contra o agricultor Pedro Lopes.
A Polícia Militar descartou a possibilidade de vingança, por não haver ligação entre os casos. Entretanto, segundo populares relataram à Polícia, Pedro Lopes comemorava a morte do vereador quando foi surpreendido pelo  filho do parlamentar.
Outro crime que também está sendo investigado aconteceu no Estado do Piauí, tendo como vítima um irmão da vereadora de Aiuaba, Cely Arraes. A vítima foi o comerciante Juleudy Arraes, assassinado no município piauiense de Pio IX, fato acontecido em janeiro de 2017.
Um mês após a morte do irmão, a vítima foi a vereadora Cely Arraes, assassinada em 21 de fevereiro deste ano. O crime aconteceu na residência da vereadora, no povoado de Bom Nome. A casa da vítima foi invadida por pistoleiros, que a executaram com um tiro de escopeta. Cely ainda foi socorrida com vida para a cidade de Pio IX, mas morreu a caminho do hospital.
A próxima vítima foi o viúvo da parlamentar, o agropecuarista Francisco Alves de Souza, conhecido como 'Josa', assassinado em Fortaleza, no dia 8 de março deste ano, apenas 16 dias após a morte da esposa. O caso aconteceu no bairro Bela Vista.
O último crime de pistolagem em Aiuaba aconteceu no dia 20 de abril, quando foi morto a tiros um irmão do presidente da Câmara de Vereadores daquele município. A vítima foi o empresário Graciliano Bezerra, que foi alvejado à bala, em um lava-jato. Graciliano ainda foi socorrido com vida para o Hospital Doutor Alberto Feitosa Lima, na cidade de Tauá, mas morreu depois de dar entrada no hospital.
A Polícia divulga números para a população auxiliar nas investigação. Os delegados George Monteiro e Edmo Leite pedem a colaboração das pessoas nos casos. Quem tiver algo que possa ajudar com o trabalho da Polícia pode informar pelos telefones: (85) 3257-8807, (85) 98773-0296 ou através do WhatsApp (85) 99111-7498.

Nenhum comentário:

Postar um comentário