RÁDIO AMBRÓSIO PUBLICIDADES

blog

blog

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Trinta indicações esperam votação

Na atual legislatura, os deputados estaduais já votaram e aprovaram 15 projetos de leis concedendo títulos de cidadania cearense a personalidades distintas. É direito de cada parlamentar pedir apoio dos demais para condecorar a quem, em seu entendimento, tenha serviço prestado ao Estado do Ceará. Recentemente, repercutiu na Assembleia a coincidência de dois projetos com o mesmo fim: dar o título de cidadão cearense ao cantor de forró Xand Avião.
Além dos dois, que acabaram fundidos em um só, pelo menos outros 30 aguardam serem colocados em pauta de votação. Oito foram apresentados ainda no ano de 2015. No ano seguinte, os deputados apresentaram 11 indicações, igual número dos já apontados em 2017.
Dentre os que esperam apreciação, está o que condecora Aldo Rebelo, membro do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), ex-deputado federal e ex-ministro. Quando Carlos Felipe (PCdoB) apresentou o projeto, Rebelo era o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação no governo Dilma Rousseff (PT).
Em 2015, o deputado Carlos Matos (PSDB) propôs a concessão da cidadania ao Padre Antônio Furtado Sobrinho, nascido em Bonito de Santa Fé, na Paraíba. O tucano foi quem mais protocolou indicações, conforme levantamento realizado no site da Casa: seis no total.
Outros homenageados
Líder do governo na Assembleia, o deputado Evandro Leitão (PDT) aparece na sequência, ao lado de Fernanda Pessoa (PR), Fernando Hugo (PP) e Leonardo Araújo (PMDB), cada um com dois agraciados. Evandro pretende homenagear Jorge Sérgio Carneiro Rêdes, jogador profissional de futebol e futsal, além do empresário Dimas Barreira.
Fernanda Pessoa indicou o pintor Otto Cavalcanti e a médica Adriana Costa e Forti. Já Fernando Hugo direcionou a homenagem ao médico-cirurgião cardiovascular Adriano Lima Souza e ao grão-mestre do Grande Oriente Médio do Brasil, Marcos José da Silva. Os homenageados de Leonardo Araújo são os advogados Marcos Vinícius Furtado Coelho e Leandro Vasques.

Nenhum comentário:

Postar um comentário