RÁDIO AMBRÓSIO PUBLICIDADES

blog

blog

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Sobral entre as mais promissoras a investimentos

O ranking, elaborado pelo guia "American Cities of the Future 2017/18", coloca Sobral na segunda posição, entre as pequenas cidades das Américas com a melhor relação custo-eficácia, ficando atrás apenas da cidade de Potosí, na Bolívia
00:00 · 12.07.2017 por Marcelino Júnior - Colaborador
Sobral. Pela terceira vez consecutiva, o Município de Sobral é incluído no Guia de Investimento Estrangeiro do grupo inglês Financial Times, que aponta a cidade, do Norte do Ceará, como uma das mais promissoras para receber investimentos estrangeiros. O ranking, elaborado pelo guia "American Cities of the Future 2017/18", coloca Sobral na segunda posição, entre as pequenas cidades das Américas com a melhor relação custo-eficácia, ficando atrás apenas da cidade de Potosí, na Bolívia. O mesmo ranking traz, na quinta colocação, Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).
O guia American Cities of the Future, da fDi Magazine, publicação especializada em investimento internacional, que lida com investidores de todo o mundo, já havia colocado a cidade em 9ª posição, entre os anos de 2015 e 2016, das dez que apresentaram melhor custo-benefício, quando a publicação analisou dados de 421 cidades das três Américas. À época, Sobral foi a única representante do Nordeste a figurar na lista internacional para cidades de pequeno porte (100 mil a 350 mil habitantes). Divulgado em abril deste ano, o novo estudo com produção do jornal inglês, analisou 400 localidades para traçar o perfil das cidades americanas do futuro 2017-2018.
Perfil diversificado
Segundo o prefeito, Ivo Gomes (PDT), a cidade tem um perfil social diversificado, que a coloca em destaque em diversos setores. "Sobral é uma cidade que tem um capital humano diferenciado. Temos diversas instituições de ensino, tanto públicas quanto privadas, que incentivam empresários a se instalarem aqui. Muitos empreendedores se estabelecem em Sobral porque veem a oportunidade de construir vida aqui, já que temos esse excelente ambiente de ensino e saúde", afirma.
A pesquisa utilizou como base os dados coletados sobre Potencial Econômico, Amizade de Negócios, Capital Humano e Estilo de Vida, Eficácia de Custos e Conectividade. Com população estimada em pouco mais de 200 mil habitantes, o município de Sobral segue em franco desenvolvimento, tendo sido anunciado, no início do ano, pelo prefeito, um pacote de investimentos da ordem de R$ 70 milhões para melhorias de infraestrutura, mobilidade e urbanização. Foram assinadas, em fevereiro, ordens de serviço no valor de R$ 67.121.186, a serem realizadas por meio do Programa de Desenvolvimento Urbano de Polos Regionais - Cidades do Ceará II, da Secretaria das Cidades, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
Segundo Ivo Gomes, "a atividade industrial está no DNA de Sobral, respondendo por 22 mil postos de trabalho, no momento, e por cerca de 30% do PIB do município (50% é relativo a serviços privados)", diz o prefeito e finaliza: "O PIB per capita de Sobral é o maior do interior do Ceará e o quarto do Estado, tanto em números absolutos quanto em percentuais, ultrapassando, inclusive, municípios como Juazeiro do Norte. Nosso PIB é 20% superior à média do PIB dos municípios cearenses. Então, isso tudo nos torna um Município com características diferenciadas em relação a outros".
Além desses investimentos, a Secretaria das Cidades possui obras em andamento, no Município, pelo Programa de Desenvolvimento dos Polos Regionais - Vales do Acaraú e Jaguaribe, que busca desenvolver os municípios com a ampliação da capacidade de investimento e desenvolvimento urbano e regional.
Entre os projetos estão o Condomínio Verde, um parque de unidades de processamento e industrialização de materiais recicláveis, com o objetivo de potencializar e fortalecer o setor de reciclagem da região; e a Modernização da Gestão Municipal e Fortalecimento Institucional, que pretende promover a mobilidade urbana sustentável, permitindo ao cidadão o direito de acesso seguro e eficiente aos espaços urbanos.
A linha de atuação também se estende no apoio às Estratégias de Desenvolvimento Regional e Melhoria do Ambiente de Negócios, ligadas à legalização de empresas, tendo em vista a redução do tempo de abertura das mesmas, o que contribui para o aumento da arrecadação.
Na área de Infraestrutura Urbana, também já foram investidos R$ 4.975.078, segundo a gestão, na reforma e urbanização de praças, o que dá, a quem mora ou visita a cidade, a ideia de zelo pelos espaços públicos.
Para a dona de casa Marta Silveira, um ponto forte da cidade é a preservação do patrimônio histórico e cultural. "Não só as praças bem cuidadas, mas a arquitetura dos prédios e todo o Centro Histórico mostram o quanto nossa cidade sabe unir o antigo com o novo, diferente de muitas outras cidades tomadas pela pichação e certo abandono", reforça.
Benefícios centralizados
Nilson Almino, professor da área de Antropologia da Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA), acredita que, em termos estatísticos, a cidade evoluiu nos últimos anos, principalmente com a valorização de seu Centro Histórico e Cultural, além da alocação de recursos financeiros, atrelados a esse crescente desenvolvimento. Mas muito ainda deve ser feito, no que se refere às questões sociais. "Vemos que muito dessa força que a cidade possui é centralizada. A população dos bairros mais periféricos acaba ficando, ainda, à margem desse desenvolvimento. Tudo aqui é muito concentrado no Centro Histórico. O município dever ter esse olhar mais diferenciado sobre sua periferia, que sofre com diversos contrastes", afirma.
Outros rankings
No Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação, o Município saltou da posição 1.366º, em 2005, para o primeiro lugar do País, com Ideb 8,8, em 2015, também aponta que, hoje, Sobral detém o maior Índice do País (9,8), referente ao ano passado. Da mesma forma, é de Sobral a quarta e melhor posição, por região brasileira, em índices de Saúde, segundo o último Ranking Connected Smart Cities, realizado anualmente pela Urban Systems Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário