blog

blog

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Camilo diz que não aceita racionamento em Fortaleza e pede para “monitorar” obras da Transposição




“Não aceito racionamento [de água] em Fortaleza”, disse Camilo Santana, em transmissão ao vivo nesta terça.
O secretário de Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, afirmou nesta terça-feira (1) – durante bate-papo ao vivo pelo Facebook com o governador Camilo Santana – que o Ceará tem reserva hídrica até “meados” de 2018, apesar das chuvas deste ano não terem sido suficientes para abastecer os reservatórios do Estado.
Ao mesmo tempo, o chefe do Executivo Estadual disse não aceitar a possibilidade de racionamento e cobra que o Estado “monitore” a conclusão das obras da Transposição das Águas do Rio São Francisco.  “Não aceito racionamento [de água] em Fortaleza (…) O que eu puder fazer para evitar, nós vamos trabalhar. Sei o que significa esse transtorno”, afirmou Camilo.
E acrescentou. “Posso deixar faltar dinheiro para pagar os secretários, mas não deixarei faltar dinheiro para investir em recursos hídricos no Estado”.
Transposição: viagem na próxima quinta
Assim como Camilo Santana, Francisco Teixeira reforçou a importância da conclusão das obras da Transposição, que deverá beneficiar o reservatório de Jati, na Região Sul, percorrer o Cinturão das Águas (CAC) e abastecer a Região Metropolitana de Fortaleza.
Teixeira disse que vai a Brasília na próxima quinta-feira (3) para “monitorar” o andamento das obras e captar recursos federais para o CAC (Cinturão das Águas do Ceará).
“O Estado executa o maior programa de perfuração de poços da história. Entreguei mais duas novas máquinas, compramos 19 novas máquinas. Em dois anos e meio de governo, fizemos mais de 3.800 poços profundos no Ceará. Temos uma inovação também que é a construção de poços direcionais, horizontais. Estamos investindo R$ 7 milhões nesse projeto que é pioneiro pro Estado do Ceará”, resumiu Camilo.
Reunião com secretariado
Ao fim da transmissão, o chefe do Executivo Estadual disse que na próxima sexta (4) e no sábado (5) haverá um encontro com todo o secretariado para fazer uma avaliação dos projetos e “apertar as orelhas” da equipe, para ver se “as coisas andam mais rápido”.
Antes disso, na quinta (3), Camilo anunciou que vai liberar R$ 15 milhões para a compra de equipamentos na área da educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário