blog

blog

terça-feira, 18 de julho de 2017

Operação Carro-Pipa está paralisada por falta de verba

A Defesa Civil do Ceará ainda não recebeu o repasse de cerca de R$ 19 milhões, advindo do Ministério da Integração, para a realização da Operação Carro-Pipa nos municípios do Ceará. Os efeitos ainda não são latentes, devido às chuvas do primeiro semestre que, em algumas regiões, ajudaram a manter o armazenamentos de água. Entretanto, alguns municípios já dão sinais de necessidades do serviço, que também é realizado pelo Exército Brasileiro (EB), responsável pelas cobertura nas áreas rurais do Estado.
"Estamos com todo o planejamento no gatilho esperando apenas a liberação da verba. Após isso, precisamos apenas de 20 dias úteis para executar o planejamento de abastecimento dos municípios que declararem estado de emergência. As ações estão paralisadas desde março de 2017. Estamos, atualmente, na margem de segurança, mas admito que já deveríamos ter iniciado o processo de distribuição", afirma o coronel BM Cleyton Bezerra, coordenador estadual da Defesa Civil do Ceará.
Por meio de nota, o Ministério da Integração Nacional, afirma que as ações da operação continuam vigentes no Ceará. "Atualmente, a iniciativa atende a cerca de 804 mil pessoas das áreas rurais de 138 municípios cearenses. Com recursos da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) cerca de R$ 17 milhões são investidos mensalmente na Operação Federal. Os recursos para o atendimento das áreas urbanas também são assegurados por meio de transferência obrigatória. A vigência do último repasse para o Ceará, no valor de R$ 20,9 milhões, se encerrou em maio de 2017".
Para um novo repasse, como determina a legislação, o Ministério informa que é necessária a prestação de contas, seguida de uma nova solicitação pelos entes. O pedido já está em análise pela equipe técnica da Defesa Civil para posterior liberação dos recursos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário