domingo, 30 de setembro de 2018

Ônibus tomba em Caririaçu com romeiros do Maranhão deixando dois mortos e vários feridos


Ônibus tomba em Caririaçu com romeiros do Maranhão deixando
dois mortos e vários feridos. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Um acidente com um ônibus de romeiros deixou o saldo de duas pessoas mortas e cerca de 30 feridos por volta das 22h30min deste sábado na CE-060 que liga os municípios de Caririaçu e Lavras da Mangabeira. O motorista do coletivo sobrou na chamada Curva do Cotovelo no Sítio Genipapeiro em Caririaçu, perdeu o controle de direção e tombou às margens da rodovia estadual após passar a barra de proteção na descida da Serra de São Pedro.

Os passageiros são romeiros de Timom (MA) que tinham passado por Juazeiro do Norte após percorrerem mais de 590 Km e seguiam na direção de Canindé onde ocorrem os festejos em louvor a São Francisco. Segundo o Sargento Jusceildo, que esteve no local à frente de uma viatura do Destacamento de Caririaçu, foi feita toda uma mobilização. Em pouco tempo ali estavam militares do Corpo de Bombeiros e ambulâncias do SAMU e das secretarias de saúde de municípios próximos.

Dois romeiros morreram no local presos às ferragens do ônibus e os corpos estão sem identificação na Perícia Forense de Juazeiro do Norte. Segundo o enfermeiro Sérgio Luiz de Oliveira Sales, que estava de plantão no Hospital Geraldo Lacerda Botelho de Caririaçu e, também, trabalha no SAMU, a maioria dos feridos é formada por pessoas idosas requerendo melhores cuidados.

Ele disse ter sido um fim de noite e madrugada de intensa correria quando médicos e enfermeiros que estavam de folga foram ao trabalho ajudar no processo de triagem. Somente as ambulâncias do SAMU transferiram 11 pacientes para o Hospital Regional do Cariri alguns com traumas abdominais e de tórax. Passageiros que receberam alta e não tinham para onde ir foram acolhidos em residências de voluntários no município de Caririaçu.  Site Miséria

Defendei-nos no combate: paroquianos de São Miguel, em Crato, rendem louvores ao padroeiro


 

Os arredores da Igreja Matriz de São Miguel, em Crato, devidamente enfeitados com bandeirolas azuis, brancas e vermelhas e verdes saudavam os paroquianos e visitantes, em mais uma festa patronal.

A Santa Missa, que concluiu o novenário alusivo na noite desta sexta-feira (29), foi presidida pelo bispo diocesano, Dom Gilberto Pastana, concelebrada pelo pároco Padre Ranilson Belém. A assembleia, jubilosa, cantou e rezou, agradecendo os favores alcançados e elevando outras preces ao arcanjo, considerado “Príncipe da Milícia Celeste”.

“Os anjos vão abrindo caminhos para facilitar a nossa vida, a nossa salvação, que é uma conquista humana, mas dom de Deus. Ele, que não nos obriga a estar com Ele, mas nos dá esses protetores: os anjos e os arcanjos”, disse o bispo, sublinhando que a festa de um padroeiro é oportunidade para, olhando seu exemplo e suas virtudes, buscar imita-las na vida cotidiana.

A este propósito, tomando o tema da festa, “São Miguel, guia teus leigos e leigas a serem Sal da terra e Luz do mundo”, reforçou: “Por maior que sejam as nossas dificuldades, busquemos ser sal e luz. Mas busquemos não por méritos nossos, mas conscientes de que foi o Senhor que assim nos fez”.


O bispo também pontuou que fundamental para a vida, qualidade da vida cristã, está no fato de que o sal só tem sabor quando misturado à comida. Daí a necessidade de “nos misturarmos à vida das pessoas, sobretudo àquelas mais distantes”. O sal, quando misturado à comida, desaparece. A gente sente o gosto, sabe que ela foi temperada, mas ninguém mais vê nem retira esse sal, porque ele já cumpriu a sua função. Assim devemos ser.

Procissão e Bênção do Santíssimo
Após a Santa Missa, os fiéis se concentraram ao lado da Matriz para a procissão com a imagem de São Miguel, toda ornada de flores naturais, junto ao andor de Nossa Senhora da Penha, padroeira da cidade e da Diocese de Crato. Durante o percurso, eles cantaram o hino ao padroeiro, intercalando com músicas marianas e a recitação do Terço. Como é tradição, moradores também preparam altares para saudar a imagem que passava. De volta à Igreja, a procissão foi concluída com a Bênção do Santíssimo Sacramento.  Por Patrícia Mirelly/Assessoria de Comunicação

Eleições mudam o início do horário de verão


As eleições vão causar mudanças até no cronograma do horário de verão. Tradicionalmente, o início é a partir da meia-noite do terceiro domingo de outubro, mas neste ano foi adiado para dia 4 de novembro - primeiro domingo após o segundo turno. Com 15 dias a menos, o novo horário durará cerca de três meses, até o dia 6 de fevereiro de 2019.

No entanto, é possível que essa data ainda sofra modificações. O Ministério da Educação (MEC) solicitou ao presidente Michel Temer o adiamento do início do horário de verão em razão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A avaliação do MEC é que a alteração no horário poderia gerar confusão, fazendo com que candidatos possam perder o exame devido à alteração no horário.

Alterações
A decisão de adiar o início do horário de verão ocorreu no final de 2017, quando Temer atendeu a um pedido do ministro Gilmar Mendes, então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e assinou um decreto para reduzir o período com o objetivo de evitar conflitos com as eleições.

A expectativa é que a medida dê mais agilidade à apuração dos votos, pois a diferença máxima de fuso horário em relação a Brasília, também durante o segundo turno das eleições, continuará sendo de duas horas e não de três horas, como ocorre a partir da entrada em vigor do horário de verão.

Outro reflexo da medida deve ser percebido na divulgação dos resultados parciais da votação para presidente da República, que só pode começar após a conclusão da votação em todo país.

Estados
Neste ano, municípios do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paraná, de São Paulo, do Rio de Janeiro, Espírito Santo, de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e do Distrito Federal adiantam em uma hora o relógio.

O leste do Amazonas, Roraima e Rondônia deixam o relógio atrasado em duas horas em relação a Brasília, enquanto Acre e parte oeste do Amazonas atrasam o relógio em três horas em relação ao horário oficial do país.

Provas
As datas das provas do Enem foram marcadas para os dias 4 e 11 de novembro. No dia 4, serão aplicadas as questões de linguagem, ciências humanas e redação, com duração prevista de 5 horas e 30 minutos. No dia 11, será a vez das questões envolvendo ciências da natureza e matemática, com duração de 5 horas. A abertura dos portões será às 12h e o fechamento, às 13h.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) não discute a possibilidade de alterar as datas das provas. Caso o pedido não seja acatado, o horário de verão começará à 0h do dia 4 de novembro e terminará em 16 de fevereiro de 2019.    Agência Brasil

Seu Zuca suspende produção após 40 anos fazendo redes de linha em Juazeiro do Norte


Seu Zuca suspende produção após 40 anos fazendo redes de linha em Juazeiro do Norte (Foto: Ana Lima)
Seu “Zuca” (José Vicente Pinheiro), de 71 anos começou a fazer e vender redes de linha, nylon e barbante em Juazeiro do Norte no ano de 1978, quando se mudou de Cajazeiras, na Paraíba, para a Terra de Padre Cícero.
Ele disse, em entrevista ao site Miséria, que aprendeu a arte de fazer redes de linha apenas observando.

“(...)O meu pai fazia landuá que é o mesmo nó da rede, aí eu fui olhando e aprendendo. O melhor professor pra gente aprender as coisas é a vontade. Se você tiver vontade de aprender as coisas você aprende só olhando. Se você não tiver vontade, você não aprende nunca (...)”, afirmou orgulhoso.

O paraibano teve outros empregos, mas nunca deixou a fabricação das redes. A produção chegou ao auge se adaptando às necessidades dos clientes. Saiu das tradicionais redes de caça e pesca, e variou para rede de dormir, de espera de caça, de futebol, de limitação de área esportiva, de proteção de pula-pula, de vôlei, e a de carregar bola que também serve para segurar feno.

Depois do auge veio a queda, com a chegada das redes industrializadas com preços bastantes competitivos, e mais recentemente, a crise econômica do país. A solução encontrada por seu Zuca foi deixar de lado a confecção do produto e, trabalhar com a revenda da rede industrializada.

“(...) Já tem um tempo que a produção parou por causa da queda nas vendas. O povo tem vontade de comprar, mas é o ‘João da Cruz’ que tá pouco”, ironizou seu Zuca referindo-se a queda do poder aquisitivo da população.

Outro fator que comprometeu as vendas foi o clima do Estado.

“E outra, aqui no Ceará tem cinco ano de seca. O último inverno choveu bem, o pessoal botou até uns peixinhos nos açudes da região, mas vamos torcer que venha um inverno bom, para aparecer mais peixes”, disse.

Além de fabricar, ele também chegou a usar do próprio produto, mas não em Juazeiro.

“(...) a coisa que eu mais gostava no mundo era pescar e caçar. Aqui quando a gente queria pescar, a gente ia pra fora, pra Paraíba, pro Pernambuco, por que aqui não tem onde pescar. Certo que aqui tem um rio, mas dá para pescar o que aí? sapo, lixo?”, reclamou.

“Desde que eu cheguei a Juazeiro que tem a promessa de tirar a poluição desse rio [Salgadinho], mas cadê? Já tem 40 anos que eu tô aqui e a poluição nesse rio tem aumentado cada vez mais”, criticou seu Zuca.

Hoje seu Zuca vive com rendimentos de uma aposentadoria, por tempo de serviço, mas não deixa de comercializar as redes comércio que na própria residência.  Site Miséria

Atleta supera doença e vai representar o Ceará, no Panamericano de Kickboxing


Vitória Magalhães irá representar o Ceará no Panamericano.
(Foto: Arquivo pessoal)
O Ceará terá uma representante no Panamericano de Kickboxing que vai acontecer no México, entre os dias 24 e 28 de outubro deste ano. Trata-se da atleta Vitória Magalhães. Natural de Fortaleza, Vitória está morando há 9 meses em Juazeiro do Norte. Ela se mudou para a região do Cariri, devido a transferência do trabalho do pai.

O curioso, é que Vitória se tornou uma atleta, após passar por fortes problemas de saúde. Ela teve transtorno de ansiedade e depressão. “Tudo começou depois que eu fiz as provas do Enem e não obtive as notas que tanto desejei. Logo em seguida descobri o transtorno de ansiedade e fiquei bastante depressiva. Sofri muito. Foi aí que eu comecei a me dedicar ainda mais ao kickboxing. O que antes era apenas um esporte se tornou uma terapia para mim”, disse Vitória.

Os bons resultados fizeram Vitória conquistar duas modalidades da Copa Brasil de Kickboxing. Isso a credenciou para disputar o Panamericano. Ela também ficou conhecida como Vitória Machida. Uma referência ao lutador de MMA, Lyoto Machida, de quem ela é fã. Inclusive, o encontro entre ídolo e fã, ocorreu recentemente, quando Vitória esteve em São Paulo. “Foi um sonho. Poder conhece-lo foi muito bom. Aprendi bastante”, destacou.

Para participar do Panamericano, no México, Vitória precisa de, aproximadamente, cinco mil reais. Ao saber das dificuldades da atleta, Marconcélio Martins, professor de muay thai, resolveu ceder a academia Profit, para que ela possa treinar até o dia da viagem. Ele também foi elo para que a empresa Comida Fitness Cariri pudesse fornecer toda a dieta da atleta, até o Panamericano, além do atendimento regular da nutricionista Alandya Bezerra. “Estou muito feliz com o apoio que ando recebendo do Marconcélio. Agora posso treinar tranquila, estou com nutricionista e alimentação adequada. Isso vai me ajudar bastante”, frizou.

A família e amigos da atleta estão realizando rifas para poderem conseguir o dinheiro para as despesas no México. Eles também estão tentando conseguir patrocinadores. Quem quiser apoiar Vitória, na competição, pode ligar para o telefone (85) 9 8517-8483.

Com dedicação, apoio familiar e garra, Vitória deu um nocaute no transtorno de ansiedade e na depressão, para ganhar medalhas. Trocou a escuridão do quarto pelo o agito do tatame. Agora, ela se destaca entre os melhores e levará o Ceará até o México. Que venham novas conquistas.    Portal Badalo

Cantora Angela Maria morre aos 89 anos


(Foto: Flávio Moraes)
A cantora Angela Maria, uma das rainhas do rádio, morreu aos 89 anos no fim da noite deste sábado (29), no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo. Após 34 dias de internação, ela não resistiu a uma infecção generalizada.

A cantora será velada e sepultada neste domingo (30) no Cemitério Congonhas, na zona sul da capital paulista.

O marido dela, o empresário Daniel D’Angelo, divulgou um vídeo emocionado no Facebook falando sobre a morte da cantora, que fez um estrondoso sucesso entre as décadas de 1950 e 1960.

“É com meu coração partido que eu comunico a vocês que a minha Abelim Maria da Cunha, e a nossa Angela Maria, partiu, foi morar com Jesus”, disse emocionado, ao lado de Alexandre, um dos filhos adotivos do casal e de um outro rapaz.

Abelim Maria da Cunha nasceu em Macaé, no Rio de Janeiro. Ela passou a infância em Niterói, São Gonçalo e São João de Meriti. Filha de pastor protestante, desde menina cantava em corais de igrejas.

Ela foi operária tecelã e inspetora de lâmpadas em uma fábrica da General Eletric, mas queria ser cantora de rádio apesar da oposição da família.

Por volta de 1947, começou a frequentar programas de calouros e passou a usar o nome Angela Maria, para não ser descoberta pelos parentes.

Apresentou-se no “Pescando Estrelas”, de Arnaldo Amaral, na Rádio Clube do Brasil (hoje Mundial); na “Hora do Pato”, de Jorge Curi, na Rádio Nacional; no programa de calouros de Ari Barroso, na Rádio Tupi; e do “Trem da Alegria” – programa dirigido por Lamartine Babo, Iara Sales e Heber de Bôscoli, na Rádio Nacional.

Quando decidiu tentar a carreira de cantora, Angela Maria abandonou os estudos, o trabalho na indústria e foi morar com uma irmã no subúrbio de Bonsucesso.

Em 1948, começou a cantar na casa de shows Dancing Avenida, onde foi descoberta pelos compositores Erasmo Silva e Jaime Moreira Filho. Eles a apresentaram a Gilberto Martins, diretor da Rádio Mayrink Veiga. Após um teste, ela começou carreira na emissora.

Em 1951, gravou pela RCA Victor os sambas “Sou feliz” e “Quando alguém vai embora”. No ano seguinte, sua gravação do samba “Não tenho você” bateu recordes de venda, marcando o primeiro grande sucesso de sua carreira.

Princesa e Rainha do Rádio
Durante a década de 1950, atuou intensamente nas rádios Nacional e Mayrink Veiga, como a estrela de “A Princesa Canta”, nome derivado de seu título de “Princesa do Rádio”, um dos muitos que recebeu em sua carreira.

Em 1954, em concurso popular, tornou-se a “Rainha do Rádio”, e no mesmo ano estreou no cinema, participando do filme “Rua sem sol”.

“Sapoti”
Encantado pela voz de Angela Maria, Getúlio Vargas lhe deu o apelido de “Sapoti”. “Menina, você tem a voz doce e a cor do sapoti”, teria dito o presidente.

Ainda durante a década de 1950, vários de seus sambas-canções viraram sucesso, como “Fósforo queimado”, “Vida de bailarina”, “Orgulho”, “Ave Maria no morro” e “Lábios de mel”.

Na segunda metade da década de 1960, foi a vez de “Gente humilde” ser destaque nas paradas de sucesso.

Em 1982, foi lançado o LP Odeon com Angela Maria e Cauby Peixoto, primeiro encontro em disco dos dois intérpretes. Em 1992, a dupla lançou o disco “Angela e Cauby ao vivo”, após o show Canta Brasil.

Em 1996, foi contratada pela gravadora Sony Music e lançou o CD “Amigos”, com a participação de vários artistas como Roberto Carlos, Maria Bethânia, Caetano Veloso, Chico Buarque, entre outros. O trabalho foi um sucesso, celebrado em um espetáculo no Metropolitan (Claro Hall), no Rio de Janeiro, e um especial na Rede Globo. O disco vendeu mais de 500 mil cópias.   G1

Tecnologia made in Ceará

Katiane Oliveira usa o aplicativo no trabalho.
(Foto: Gustavo Simão)

No Brasil, 97% das fintechs estão nas regiões Sul e Sudeste, de acordo com dados da Associação Brasileira de Fintechs (ABFintech). No Ceará algumas iniciativas começam a despontar no segmento.

No Conjunto Palmeiras, em Fortaleza, por exemplo, muitos moradores já estão familiarizados com moedas digitais. Mas nada de bitcoins. O que faz sucesso no local é o E-dinheiro, dinheiro virtual lançado há dois anos pelo Banco Palmas.

"Praticamente todas as minhas contas, meu supermercado, tudo é pago com E-dinheiro. Até tenho uma conta na Caixa, mas fica só para receber de quem só aceita reais", afirma a empreendedora Katiana Bezerra, 35 anos.No Cozinha Delas, restaurante comunitário que ela toca no bairro, boa parte dos clientes e fornecedores só paga pelo aplicativo."Ficou muito melhor porque antes chegava gente com dinheiro grande e não tinha como trocar. O aplicativo também ajudou no controle do dinheiro".

O Banco Palmas que há 20 anos foi pioneiro no lançamento de banco comunitário, com direito a moeda própria, e virou referência para 113 bancos comunitários de desenvolvimento no País, hoje, faz todas as suas operações no ambiente digital."Continuamos com o mesmo conceito de estimular a produção local, tem a moeda própria, só que agora é tudo digital: o E-dinheiro e o cartão de crédito digital", afirmou o coordenador do Banco Palmas, Joaquim Melo.

Ele diz que, dentre as vantagens, é que pelo modelo antigo, o Banco Central não aceitava nenhum tipo de lucro para o banco. Agora, como fintech, é possível a plataforma cobrar uma taxa de 2% dos comerciantes nas operações realizadas pelo aplicativo. "O que gera mais volume de crédito, permite baixar juros e disponibilizar mais recursos para ser reinvestido na própria comunidade".

Atualmente, toda a rede brasileira de bancos comunitários usa mesma plataforma. Em todo o País, são 34,2 mil contas abertas e mais de 1,9 mil lojas credenciadas aceitam o E-dinheiro. No Ceará, são 5,7 mil usuários. "A tecnologia no sistema bancário e descentralização dos serviços financeiros é uma coisa que está dada.As fintechs vão ajudar muito nisso, mas é preciso manter este propósito da economia solidária, de combater a concentração de renda", diz Joaquim.

Quem também resolveu surfar nesta onda é o cearense Carlos Augusto Batista. Em 2014, ele lançou Mobills, fintech de gestão financeira que já tem mais de 5 milhões de downloads.

Com um menu intuitivo, o aplicativo permite ao usuário controlar melhor o orçamento familiar, organizar gastos, ganhos e criar metas. "A ideia é responder aquela pergunta tão comum para algumas pessoas no final do mês que é 'Onde foi parar meu dinheiro?'. Em geral, com mais organização, as pessoas passam até a economizar de 10 a 15%".

Usuários
Em todo o País, são 34,2 mil contas abertas e mais de 1,9 mil lojas credenciadas que aceitam o E-dinheiro, lançado pelo Banco Palmas.    O Povo

Bolsonaro e Haddad aparecem tecnicamente empatados em nova pesquisa


Os candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) aparecem tecnicamente empatados na corrida presidencial pela primeira vez, conforme os resultados da pesquisa do Instituto MDA encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). O levantamento divulgado neste domingo (30) mostra Bolsonaro com 28,2% das intenções de voto e Haddad com 25,2% da preferência dos entrevistados.

A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, o que aponta que  Bolsonaro pode ter entre 26% e 30,4%, enquanto que Haddad pontua entre 23% e 27,4%. O cearense Ciro Gomes (PDT) surge em seguida com 9,4%, tecnicamente empatado com Geraldo Alckmin (PSDB), que marcou 7,3%. Marina Silva (Rede) registrou apenas 2,6%.

O levanamento aponta ainda que Bolsonaro permaneceu com o mesmo índice de aceitação do eleitorado, enquanto que Haddad cresceu quando comparado com pesquisa passada. Ciro teve leve queda. No último levantamento  MDA/CNT, do dia 17 de setembro, Bolsonaro aparecia em primeiro lugar, com 28,2% das intenções, seguido por Haddad, com 17,6%, e Ciro, com 10,8%.

O Instituto MDA ouviu 2.002 pessoas para a pesquisa nos dias 27 e 28 de setembro em 137 municípios de 25 estados e está registrada no sie do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O nível de confiança é de 95% 

Intenções de voto em cada candidato:

Jair Bolsonaro (PSL): 28,2%
Fernando Haddad (PT): 25,2%
Ciro Gomes (PDT): 9,4%
Geraldo Alckmin (PSDB): 7,3%
Marina Silva (Rede): 2,6%
João Amoêdo (Novo): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Alvaro Dias (Podemos): 1,7%
Cabo Daciolo (Patriota): 0,7%
Guilherme Boulos (PSOL): 0,4%
Vera (PSTU): 0,3%
José Maria Eymael (DC): 0,1%
João Goulart Filho (PPL): 0,1%
Branco/Nulo: 11,7%
Indecisos: 8,3%         Diário do Nordeste

Como assistir ao debate presidencial neste domingo na Record


Celso Freitas e Adriana Araújo:
os apresentadores irão mediar o debate
Neste domingo (30), a TV Record organiza o penúltimo debate de presidenciáveis antes do primeiro turno das eleições. A transmissão começa a partir das 22h.

Participam do debate os candidatos Álvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Fernando Haddad (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Marina Silva (Rede).

Jair Bolsonaro (PSL) foi convidado, mas não deve participar da sabatina, mesmo se tiver alta do Hospital Sírio-Libanês, neste fim de semana. O presidenciável foi vítima de um ataque com faca no início do mês e segue internado.

De acordo com a emissora, o critério adotado foi o da legislação eleitoral, de convidar candidatos de partidos ou coligações que tenham ao menos 5 representantes no Congresso Nacional.

Os apresentadores do Jornal da Record, Celso Freitas e Adriana Araújo, serão os mediadores. O formato dos blocos ainda está em definição.

A emissora irá transmitir no canal aberto e também pela internet, pelo PlayPlus.   Exame

Alunos da Escola Violeta Arraes criarão blog sobre lugares do Crato


Professora Sanya Adelina
Uma iniciativa simples e que pode render bons resultados para a pesquisa e a descoberta da cidade do Crato está sendo desenvolvida pela Escola Profissionalizante Violeta Arraes. Trata-se de um blog que contará histórias de lugares da cidade. 

O trabalho coordenado e idealizado pela professora Sanya Adelina conta com o apoio e entusiasmo dos estudantes que produzem desde os textos ao layout do blog. 

Para a professora o projeto partiu da necessidade de ter um meio de comunicação que divulgasse lugares da cidade do Crato, turísticos ou não. Ela enfatiza que isso é uma forma dos habitantes e visitantes puderem ter mais acesso à história da cidade. Sanya comenta que na internet ainda é resumida as informações sobre as localidades e manifestações que acontecem no município. 

Além de narrar as histórias dos lugares, os alunos também terão espaços para publicarem as suas produções poéticas.   

Os alunos já iniciaram algumas visitas, dentre elas, no Colégio Santa Teresa de Jesus e na Comunidade do Gesso, onde participaram de uma vivência com o Coletivo Camaradas, na intervenção Poste Poesia. Blog do Alexandre Lucas

Mega-Sena, concurso 2.083: ninguém acerta e prêmio acumula em R$ 6 mi


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.083 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (29) em Palmas (PR) pela Caixa. Os números sorteados foram: 01 - 18 - 19 - 33 - 56 - 60.

A estimativa de prêmio era de R$ 3 milhões para quem acertasse as seis dezenas. Agora, para o próximo sorteio, a previsão é que a Mega-Sena pague R$ 6 milhões.

A Quina teve 80 acertadora, com R$ 18.316,40 para cada. Outras 3.935 pessoas ganharam R$ 531,97 na Quadra.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa. G1

Ítalo e Renno anunciam fim da dupla e carreiras independentes


Dupla é conhecida nacionalmente pelas composições de forró.
(Foto: Fernanda Siebra)
Os cantores e compositores Ítalo e Renno, cearenses que formam a dupla homônima há 15 anos, seguirão em carreiras solo a partir de janeiro de 2019. Durante exibição do programa “Se Liga”, neste sábado (29), eles anunciaram a novidade. Em comunicado divulgado nas redes sociais, os artistas explicaram ao público que seguirão juntos com agenda de shows até dezembro e cumprirão as apresentações de 2019 que já foram fechadas neste ano.

“Reforçamos o respeito e admiração que temos um pelo outro e a alegria por tantas coisas boas que construímos ao longo da nossa carreira. Somos muito gratos pelo carinho do público e da imprensa e seguimos torcendo um pelo outro. Contamos com a torcida de todos vocês”, informaram aos seguidores.   Blog Puxa o Fole

sábado, 29 de setembro de 2018

Manifestantes contra Bolsonaro ocupam a Praça do Giradouro em Juazeiro


Cartazes e adesivos foram usados para manifestar contra o deputado. (Foto: Alana Soares)
Milhares de pessoas se reuniram no fim da tarde deste sábado (29) na Praça do Giradouro, em Juazeiro do Norte, para se manifestar contra a candidatura e as ideias disseminadas pelo deputado do PSL, Jair Bolsonaro.

O movimento acontece simultaneamente em diversos estados do Brasil. Na região, o movimento foi chamado de "Ele não Cariri -  Mulheres Contra o Fascismo".  De acordo com a organização, cerca de cinco mil pessoas se reuniram na praça.

Carros de som mantiveram o microfone aberto para que os participantes proferissem discursos durante o ato. Apesar de ser ser organizado por mulheres, a manifestação também teve a presença de homens e pessoas jovens.

Missionária Annette Dumoulin também participou do ato. (Foto: Alana Soares)
Adesivos do "Ele não" foram distribuídos para os manifestantes. O número de pessoas aumentou gradativamente a partir das 17 horas. A concentração iniciou às 17 horas. No ato houve poucas manifestações partidárias. Predominou, no entanto., bandeiras de movimentos sociais, sobretudo estudantis e de mulheres.

As principais reivindicações dos manifestantes são contra declarações consideradas homofóbicas, racistas e misógenas feitas pelo deputado. Neste sábado Jair Bolsonaro deixou o hospital Albert Einstein após internado por 23 dias, em São Paulo.

(Foto: Alana Soares)
De acordo com jornais, o candidato seguiu para um apartamento que mantém na capital paulista.   Site Miséria

Sete bairros de Juazeiro do Norte ficarão sem água neste domingo (30)


Socorro, São Miguel, Juvêncio Santana, Salgadinho, Carité, Centro, e parte do Bairro Salesianos ficarão sem abastecimento de água durante toda a manhã do próximo domingo, dia 30.

A paralisação emergencial do serviço se dará em função da manutenção no reservatório que abastece as localidades. O abastecimento ficará suspenso a partir das 5h e deve voltar à normalidade quando o trabalho for concluído, por volta das 12h.

Como a rede de água funciona por pressão, o equilíbrio total do sistema deve ocorrer em até 24h após a conclusão do serviço.

Durante a suspensão do abastecimento, a Cagece orienta que a população consuma com moderação a água reservada, privilegiando o consumo humano e as atividades essenciais.  Site Miséria

Milhões de abelhas morrem em Santana do Cariri


Abelhas mortas formam mancha no chão de apiário
em Santana do Cariri. (Foto: Arquivo pessoal)
Milhões de abelhas aparecem mortas em Santana do Cariri, a 600 km de Fortaleza.

No total, 14 apiários do distrito de Dom Leme foram afetados, o que gerou um prejuízo de R$ 300 mil. A apicultura é uma das principais fontes de renda das famílias que moram no distrito. Os apicultores perceberam as mortes das abelhas no domingo (23) e ainda não registraram Boletim de Ocorrência.

Suspeita 
Os apicultores ainda não sabem o motivo da morte das abelhas. Eles suspeitam que a ração utilizada para melhorar a polinização tenha sido envenenada. O mel produzido em Santana do Cariri é vendido em algumas cidades do Ceará e exportado para países como Estados Unidos e Alemanha.  Diário do Nordeste

Anatel determina ligações gratuitas em orelhões no Ceará e em outros 10 estados


As ligações locais e de longa distância nacional, feitas a partir de orelhões da Oi permanecerão gratuitas até 31 de março de 2019 em 11 estados do país. A determinação é da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em razão do não cumprimento de obrigações por parte da concessionária.

A medida vale para oito estados da Região Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte) e três da Região Norte (Pará, Amazonas e Amapá). A punição é uma extensão de pena aplicada a Oi pela Anatel em outubro do ano passado.

Após fiscalização que constatou que o percentual de orelhões em condições de operação não atingiu os patamares estabelecidos pela agência, que deve ser de, no mínimo, 90% em todas as unidades da Federação e de no mínimo 95% nas localidades atendidas somente por orelhões, a Oi foi responsabilizada.

Na ocasião, a agência liberou as ligações locais em 15 estados. Em março deste ano, após nova fiscalização, a agência manteve a punição desta vez para 12 estados, determinando que o encerramento da punição para dia 30 de setembro.

Em agosto, nova aferição foi realizada e constatou que a Oi não cumpriu as metas de disponibilidade de orelhões em funcionamento nestes estados, à exceção de Roraima. Em Roraima, as ligações poderão ser cobradas, a partir de segunda-feira (1º).

A Anatel disse ainda que a Oi já foi notificada da medida e que uma nova medição deverá ser feita em 28 de fevereiro de 2019 e vai indicar os estados em que as ligações poderão ser cobradas a partir de 1º de abril de 2019.

Esta não é a primeira vez que a Oi é punida pela Anatel a não cobrar pelas ligações feitas a partir de seus orelhões. A operadora já chegou a ser punida em 2015 por não ter alcançado os patamares mínimos de operações exigidos pela agência reguladora.     Agência Brasil

Nível de atividade da indústria de construção do Ceará registra pior resultado em dois anos


O nível de atividade efetivo da Indústria da Construção do Ceará, em relação ao usual, apresentou o pior resultado em dois anos, obtendo 31,3 pontos no mês de agosto. O levantamento faz parte da Sondagem Industrial da Construção realizada pelo Núcleo de Economia e Estratégia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em parceria com a Confederação Nacional da Indústria.

Segundo o estudo, no Ceará, a evolução do nível de atividade se manteve com o mesmo resultado de julho, com 45,9 pontos, enquanto a nível nacional o indicador marcou 47,8 pontos, queda de 0,2 ponto. Além disso, a utilização da capacidade instalada no estado se manteve com os mesmos 60% do mês anterior. Já o indicador de número de empregados registrou 41,1 pontos no Ceará e 46,1 no país, indicando queda no número de empregados.

As expectativas do nível de atividade para os próximos seis meses registraram 49,5 e 50,3 pontos para o Ceará e Brasil, respectivamente, indicando estabilidade. Já as expectativas do número de empregados diminuíram 5,9 pontos em relação ao mês anterior, registrando 42,6 pontos para o estado e 49,4 pontos no país. Quanto às expectativas de aquisição de novos empreendimentos e serviços para os próximos seis meses, os índices são de 47,1 e 50,4 pontos, para o Ceará e Brasil, respectivamente.

Por fim, a intenção de investimento para os próximos seis meses registrou 29,5 pontos no Ceará – queda de 6,1 pontos em relação a julho – e 32,5 pontos no Brasil.  G1 CE

Morre, aos 42 anos, o ator Leonardo Machado

(Foto: Márcio de Souza)

Morreu, na noite desta sexta-feira (28), o ator Leonardo Machado. Conhecido por suas participações em produções da Rede Globo, Leonardo lutava contra um câncer no fígado desde 2016 e estava internado no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre

Leonardo participou de três minisséries da emissora, entre elas, "Na Forma da Lei". Das quatro novelas que fez, a de maior destaque foi "Viver a Vida", em 2010. No cinema, Leonardo Machado atuou em 36 curtas-metragens e 23 longas. A produção mais recente estreou neste ano. Em "Teu Mundo Não Cabe nos Meus Olhos".

O ator vai ser velado neste sábado (29) na Sala Álvaro Moreyra do Teatro Renascença, em Porto Alegre, das 10h às 17h. Após o velório, ele será cremado no Crematório Metropolitano em cerimônia fechada para amigos e familiares.    Diário do Nordeste

Fux suspende liminar que autorizava entrevista de Lula


O ministro do STF Luiz Fux. (Foto: Antonio Cruz)
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux suspendeu, na noite de ontem (28), a liminar concedida hora antes pelo ministro Ricardo Lewandowskiautorizando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder entrevista à Folha de S.Paulo. Em matéria publicada hoje (29), o jornal reagiu com críticas à decisão.

O pedido de suspensão da liminar que autorizava a entrevista foi ajuizado pelo Partido Novo, sob a argumentação de que afrontaria o princípio republicano e a legitimidade das eleições. Ainda segundo as argumentações apresentadas pelo partido, citadas na decisão de Fux, “a liberdade de imprensa deve ser ponderada em face da liberdade do voto". Na decisão em que indefere a liminar do ministro Lewandowski, Fux remete o caso ao plenário, para que aprecie a matéria de forma definitiva.

“Por conseguinte, determino que o requerido Luiz Inácio Lula da Silva se abstenha de realizar entrevista ou declaração a qualquer meio de comunicação, seja a imprensa ou outro veículo destinado à transmissão de informação para o público em geral. Determino, ainda, caso qualquer entrevista ou declaração já tenha sido realizada por parte do aludido requerido, a proibição da divulgação do seu conteúdo por qualquer forma, sob pena da configuração de crime de desobediência”, argumentou o ministro.

Segundo ele, a decisão do relator da matéria, o ministro Ricardo Lewandowski, – amparada pelo princípio constitucional que garante a plena liberdade de imprensa como categoria proibitiva de qualquer tipo de censura prévia e sob a justificativa de que tal proibição negaria ao preso o direito de contato com o mundo exterior – “ exorbita de seus termos e expande a liberdade de imprensa a um patamar absoluto incompatível com a multiplicidade de vetores fundamentais estabelecidos na Constituição”.

Ainda segundo as argumentações apresentadas por Fux, “o mercado livre de ideias… tem falhas tão deletérias ao bem-estar social quanto um mercado totalmente livre de circulação de bens e serviços”.

“Admitir que a transmissão de informações seria impassível de regulação para a proteção de valores comunitários equivaleria a defender a abolição de regulações da economia em geral”, acrescentou ele, ao defender a regulação da livre expressão de ideias no período que antecede as eleições, como forma de proteger o eleitor de informações falsas ou imprecisas e, por consequência, o bom funcionamento da democracia, a igualdade de chances, a oralidade, a normalidade e a legitimidade das eleições.  Agência Brasil

Aeroporto de Juazeiro: leilão pode ocorrer ainda neste ano


A menos de 100 dias para o fim mandato do presidente Michel Temer, o governo quer mudar prazos para realizar ainda este ano mais três leilões, incluindo 12 aeroportos (entre eles, o de Juazeiro do Norte), uma ferrovia (Norte-Sul) e três terminais portuários.

Para isso, quer reduzir de 100 para 45 dias o intervalo entre a publicação dos editais e a realização da licitação. O próprio Temer havia elevado o prazo para 100 dias para dar mais segurança aos investidores. Agora, o Planalto quer fazer o caminho inverso. A ideia é defendida pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e por técnicos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Já o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, e sua equipe técnica defendem que os certames só ocorram em 2019.

O argumento é que como não haverá tempo hábil para assinar os contratos, o presidente eleito pode cancelar tudo. Segundo técnicos, não vale a pena fazer os leilões apenas para mostrar que está entregando os projetos.

Os defensores da realização dos leilões ainda este ano argumentam que quanto mais o governo avançar nas etapas, maior será o ônus político caso o novo presidente decida anular as concessões. O martelo será batido na próxima semana, quando haverá uma reunião dos integrantes do PPI.

Falta de prazo
Caso haja redução no prazo, os técnicos trabalham com a possibilidade de realização do leilão dos aeroportos e da Norte-Sul no dia 21 ou 28 de dezembro. Ainda faltam pequenos ajustes sugeridos pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e a publicação dos editais. Também se cogita licitar três terminais portuários de Belém. O prazo de 100 dias foi uma principais mudanças no plano de concessões do atual governo. Foi defendido enfaticamente pelo ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, um dos responsáveis pela criação do PPI.

A explicação era que os investidores interessados acabavam desistindo porque em 45 dias não conseguiam contratar estudos, analisar os projetos, para fazer um lance.

Renovação de concessões
Temer também está sendo aconselhado por auxiliares a assinar a renovação antecipada das concessões das ferrovias, da Malha Paulista (Rumo) e das Estradas de Ferro Carajás e Vitória-Minas, em poder da Vale, em troca de novos investimentos. Governadores e o Ministério Público têm se posicionado contra a medida. Mas, neste caso, não é necessário cumprir prazo, apenas obter o aval do TCU.

Os estudos da Rumo devem ser encaminhados ao Tribunal nos próximos dias. Já em relação às concessões da Vale, o processo ainda está na fase de consulta pública pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).   Diário do Nordeste

Ferreiros de Potengi revigoram a tradição milenar


Oficinas de ferro começam a trabalhar por volta de 2 horas
da manhã e vão até as 11h (Foto: Antonio Rodrigues)
Potengi. De longe, as pancadas dos martelos e marretas no ferro ressoam madrugada a dentro na Vila Central. O som é naturalmente percebido por quem transita nas CE-292. Conhecida como "a cidade que não dorme", pela grande quantidade de ferreiros que trabalham antes do raiar do dia, o Município fez do trato com a liga metálica uma importante alternativa de economia para os moradores. Foices, enxadas, facas, chibanca, são algumas das peças fabricadas por lá. No entanto, o número de oficinas diminuiu mais da metade nos últimos anos.

Com pouco mais de 10 mil habitantes, Potengi se notabiliza também pela cultura popular, onde nasceu o tradicional Reisado dos Caretas de Couro, do mestre Antônio Luiz, ou nas peças de flandres do mestre Françuli. Mas é a batida alternada dos ferreiros que sustenta muitos moradores e leva, através das peças, o nome do Município para o Maranhão, Piauí, Tocantins, Paraíba e Pernambuco.

A rotina começa às 2h da madrugada. Primeiro, colocam a peça no fogo para que a liga metílica fique mole, capaz de ser moldada. Com uma espécie de pinça, retiram das chamas e, em duplas, começam as marteladas alternadas que dão a cara ao objeto. Restos de ferro quente muitas vezes caem sobre os pés dos trabalhadores que rapidamente se esquivam para não se machucar. O barulho dentro das oficinas é ensurdecedor e ecoa pelas ruas. Após esfriar, um esmeril é usado para amolar os objetos.

As batidas vão até às 10h30, 11h. Depende de quanto o corpo aguentar, já que os ferreiros não ganham um salário fixo. Todos são pagos por produção, ou seja, quanto mais peças produzirem, maior será o valor entregue pelo patrão. O horário pouco habitual de trabalho foi escolhido porque a temperatura é bem mais baixa. "Na parte da tarde, não trabalha porque é quente demais. Não tem quem aguente", explica Expedito Severino da Silva, de 58 anos, destes, 27 dedicados ao ferro.

Inverno
Expedito, natural de Assaré, chegou em Potengi aos 8 anos e conta que, naquela época, já havia um grande número de ferreiros. "Para nós, a agricultura não compensa. Aqui, a gente tira diariamente. Tem tempo que está mais fraco, outros um pouco melhor". A partir de agosto, as vendas aumentam porque é o período em que os agricultores começam a preparar a roça para o "inverno" - tempo em que a foice e roçadeira são aproveitadas.

É um trabalho pesado. Entre o forno e as batidas, os ferreiros fazem pequenos intervalos para tomar um café, fumar um cigarro. Conversar é difícil pelo barulho. "Já acostumei. Antes, usava um tampão no ouvido, mas ficava agoniadinho quando estava conversando. Hoje, eu escuto coisa pouca", admite Expedito. "Eu chego em casa enfadado, descanso o resto da tarde. Durmo mais cedo e acordo 1h30", explica.

Na oficina de Genival Ferreira, 45, ele consegue fabricar de 24 a 30 peças com a ajuda de outro homem. O preço delas varia de R$ 12 a R$ 25. Normalmente, ele vende para o Piauí e para Juazeiro do Norte. Daí são revendidas para outros lugares. O próprio ferreiro faz questão de viajar para o estado vizinho e deixar seus produtos. Além das ferramentas, revende artesanato da Terra do Padre Cícero para complementar a renda. "Se for viver só de ferro, o cara morre de fome", garante.

A crise econômica afetou os ferreiros de Potengi fazendo muitas oficinas fecharem as portas. Francisco Pereira da Silva, dono de uma oficina, conta que largou o serviço de pedreiro para apostar no trabalho com a liga metálica e deu certo. No entanto, o preço do quilo de ferro subiu de R$ 2,50 para R$ 4, tornando o negócio menos lucrativo. "A crise afetou muito. Antigamente as coisas eram mais fáceis. Abalou todo mundo, grandes e pequenos", conta. A matéria prima costuma vir de cidades médias como Iguatu.

Museu
A tradição das oficinas em Potengi não é tão antiga. O ferreiro Raimundo Vanderlei Leite conta que os primeiros profissionais migraram de Juazeiro do Norte com o crescimento da Terra da Padre Cícero em indústrias e comércios. "Acabou ficando aqui bem perto", afirma. No caso dele, herdou o trabalho do seu pai que veio junto com seu tio da Paraíba e acabou se estabelecendo no Cariri cearense. Essa história deve ser contada no Museu dos Ferreiros, um projeto da Associação de Ferreiros do Município, que está pleiteando criar o equipamento no prédio do antigo matadouro.

Um problema grave afeta os moradores de Potengi: o pó do carvão. Como as oficinas estão inseridas, em sua maioria, na zona urbana, os fornos que queimam a liga metálica acabam poluindo o ar com a "puagem". "O pó vai para dentro das casas. Tenho uma filha que sente problema de garganta por causa do carvão. Tem dia que lava a casa e daqui a duas horas passa o pano e já sai preto, assim como a saliva", conta o agricultor Firmino.

Para ele, o ideal seria as autoridades deslocarem as oficinas para fora da cidade. Isso chegou a ser pleiteado pela Associação dos Ferreiros com a criação de um grande galpão que abrigaria todos os trabalhadores, mas isso, até agora, não avançou.     Diário do Nordeste

Carros clássicos estão em exposição neste fim de semana, em Crato


Peças de colecionadores com, no mínimo, 80% de originalidade
(Foto: Arquivo Club do Automóvel Siqueira Campos)
A partir das 10h de hoje, 29, mais de 70 automóveis clássicos estarão em exposição na Praça da Sé, em Crato, durante o 4º Encontro do Club Siqueira Campos.

A exposição acontece até o domingo, 30.

Os automóveis expostos são peças de colecionadores com, no mínimo, 80% de originalidade em suas partes e peças.

Modelos como Aero Willys 1965, Chevrolet Bel Air 1953, Willys Station Wagon 1951 ou Mercury Eight 1946 e também carros nacionais vão fazer o prato cheio dos fãs de carros antigos.

Segundo a organização, é esperado a presença de clubes e representantes de outras cidades e estados no evento que, na oportunidade, lançará a edição nº 11 da revista independente temática "A Ferrugem".

O Club do Automóvel Siqueira Campos, assim batizado em homenagem ao comerciante Siqueira Campos que introduziu a máquina automotiva às ruas do Crato em 1919, realiza encontros públicos anuais com exposição dos itens e programação cultural. Site Miséria

Candidato do PROS, Luís Eduardo Girão é multado em R$ 53 mil por pesquisa irregular


Na pesquisa considerada fraudulenta pela Justiça Eleitoral,
Luís Eduardo Girão aparece em segundo lugar na disputa
ao Senado, atrás de Cid Gomes (Foto: José Leomar)
O candidato ao Senado Luís Eduardo Girão (PROS) foi multado pela Justiça Eleitoral no valor de R$ 53.205,00 por divulgação de pesquisa eleitoral considerada fraudulenta. O processo foi relatado pela juíza Daniela Lima da Rocha, coordenadora do Juizado Auxiliar da Propaganda do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE). A representação foi ajuizada pela coligação "A Força do Povo", do senador Eunício Oliveira (MDB), que busca reeleição.

Segundo a decisão, assinada no dia 27 de setembro, a pesquisa, que utilizou dados da ferramenta Google Trends, foi divulgada nas contas oficiais do Twitter e Facebook do candidato Luís Eduardo Girão, apresentando o candidato ao Senado Cid Gomes (PDT) como líder do levantamento, seguido pelo candidato do PROS, e Eunício Oliveira (MDB) em terceiro.

"A divulgação na internet de enquete e pesquisa fraudulenta, devido a manipulação de resultados, reveste-se ainda da aparência do que se tem chamado de Fake News ou notícia fraudulenta. Tanto pior porque veiculada fake news no próprio perfil/página oficial do candidato", destacou a juíza.

Daniela Lima da Rocha cita, ainda, que trata-se "não de um legítimo direito de expressão e comunicação, mas de informação veiculada com intuito de interferir no comportamento do eleitorado, com aptidão para levar ao “conhecimento público” o resultado de falsa coleta de dados". A coordenadora do Juizado Auxiliar da Propaganda determinou a exclusão definitiva do conteúdo das redes sociais, sob pena de multa diária de 5 mil ufirs, e a aplicação de multa no valor de R$ 53.205,00.

Defesa
O advogado de defesa de Eduardo Girão, Maia Pinto, afirmou ao Diário do Nordeste que recebeu com "enorme perplexidade a decisão absurda da Justiça Eleitoral, que prestigiou candidato que contratou empresa de cunhada para realizar sua pesquisa", e questionou a decisão diante da "divulgação de levantamento feito pela maior empresa de comunicação do planeta, Google".

"Hoje (28) ainda será interposto um recurso para o Plenário do Tribunal, para que essa anomalia seja revertida", garantiu o advogado Maia Pinto.  Diário do Nordeste