blog

blog

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Empresa Geoplan tem contratos avaliados em Juazeiro do Norte

A Secretaria de Infraestrutura de Juazeiro do Norte recebeu recomendação do Ministério Público Estadual de não efetuar nenhum pagamento ou serviço relacionado à empresa Geoplan, que realiza assistência na área de iluminação pública no Município. Desde que constatou possíveis irregularidades nos contratos, a Secretária de Infraestrutura, Gizele Menezes, decidiu, com orientação do Prefeito Arnon Bezerra, não efetuar nenhum pagamento.  Com isso, os serviços da Geoplan também estão suspensos e nenhuma empresa poderá ser contratada para efetivação das demandas, sem a devida licitação.
A Secretária de Infraestrutura do Município de Juazeiro do Norte, Gizele Menezes, esteve nessa quarta-feira, 24, no Ministério Público (MP) com o Promotor Francisco das Chagas, para tratar sobre os contratos da empresa. Ele requisitou relatórios destes contratos, onde um se refere à manutenção e o outro a obras e melhoramentos.
A SEINFRA enviará hoje, 25, os relatórios requisitados ao MP e recebeu a recomendação de não efetuar nenhum pagamento à referida empresa ou requisitar qualquer tipo de serviço, até que todos os documentos sejam analisados. “A ordem do Prefeito Arnon Bezerra é só fazer o que é correto. Assim fica fácil trabalhar”, destaca.
A Secretária Gizele reiterou que, desde que assumiu a pasta, não efetuou nenhum pagamento à Geoplan, como poderá ser verificado em relatórios da contabilidade. O critério utilizado por ela é analisar todos os processos antigos e novos, tanto nos âmbitos administrativos quanto licitatórios, além de realizar análise apurada dos relatórios do setor de engenharia e, como constatou algumas possíveis irregularidades, sua decisão foi não dar continuidade aos serviços da empresa.
A administração municipal reconhece os prejuízos causados à população, e ao mesmo tempo afirma que está tomando as medidas necessárias para atenuar os desconfortos, nos bairros da cidade, e logradouros que necessitam de iluminação adequada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário