RÁDIO AMBRÓSIO PUBLICIDADES

blog

blog

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Administração debate reajuste em audiência pública com Sindicato e MP


A Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, através da Procuradoria Geral do Município (PGM) e da Secretaria de Gestão (SEGEST) seu reuniu na tarde da última sexta-feira, 23, com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte (SISEMJUN) a fim de chegarem a um consenso sobre o reajuste salarial.
Estiveram presentes a Promotora de Justiça, Alessandra Magda, o Secretário Evaldo Soares e o Procurador do Município, Bernardo Oliveira. Representando o SISEMJUN esteve o Presidente do Sindicato, Marcelo Oliveira, e outros membros, para dialogarem sobre o reajuste e evitar que haja a efetivação da deflagração de greve, prevista para iniciar no próximo dia 30, às 7h.
O Município solicitou que até o próximo dia 26 o sindicato indique a prioridade, por categoria, referente à Secretaria de Saúde (SESAU) e de Segurança Pública e Cidadania (SESP) para serem discutidas nos dias 27 e 28 respectivamente. No próximo dia 26 será realizada reunião com a Secretaria de Educação (SEDUC). O Sindicato solicitou que no dia 29 seja realizada uma reunião para discutir as pautas dos servidores dos setores de fiscalização (AMAJU, SEMASP, SEINFRA e SEGEST).
Novas propostas


Foi solicitado ainda pelo Sindicato que seja reavaliado o valor do impacto anual com a rubrica do reajuste do salário-base, a fim de se chegar ao montante de R$ 3 milhões, que seria repartido pelo sindicato entre as categorias. A proposta está sendo avaliada pela administração, que dará um posicionamento até a próxima quinta-feira, 29.
A última proposta lançada pela SEGEST é aumento de 4,85% para os servidores que recebem de R$ 938,00 a R$ 1.000,00. Aqueles que possuem um salário de R$ 1.001,00 a R$ 1.500,00 obterá um reajuste de 4,25%. Os que ganham de R$ 1.501,00 a R$ 2.000,00 terão seus salários reajustados em 3,85%. Quem atualmente ganha de R$ 2.001,00 a R$ 2.500,00 obterá acréscimo de 3,75%. Para aqueles que recebem de R$ 2.501,00 a R$ 3.000,00 terão uma soma de 3,15% e, por fim, quem ganha acima de R$ 3.001,00 obterá acréscimo na folha de pagamento corresponde a 2,85%.
O Secretário Evaldo Soares ressalta a preocupação em não ultrapassar os limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para que não que seja instaurada improbidade administrativa e o Município saia prejudicado. Além de vir dialogando constantemente com a classe no intuito de se chegar a um consenso equivalente para ambas as partes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário