blog

blog

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Polícia Civil investiga homicídio de sargento

Clique para ampliar
00:00 · 26.06.2017
A Polícia está a procura dos suspeitos de executarem um sargento da Reserva Remunerada da Polícia Militar, na noite do último sábado (24), em Canindé. Segundo informações da equipe da Delegacia Regional de Canindé, Valdimiro Silva estaria defronte à residência de um colega, quando foi baleado. O militar não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.
Um servidor da Polícia Civil, que preferiu não se identificar, afirmou que as informações coletadas nas primeiras diligências não são precisas quanto ao número de suspeitos que participaram da ação, nem quanto à motivação do assassinato. As balas disparadas pelos suspeitos também atingiram a outra pessoa que estava com o sargento, cuja identidade não foi divulgada. Após a ação, os homicidas fugiram em uma motocicleta.
Equipes das Polícias Civil e Militar foram acionadas e iniciaram as buscas aos criminosos. A outra vítima ferida na ação continua internada.
Diligências
Ainda durante a noite, um homem foi detido pela Polícia e levado para prestar depoimento na Delegacia Regional. A suspeita é de que ele tivesse emprestado a motocicleta para um dos executores. O homem foi ouvido e liberado, em seguida.
As pessoas que efetivamente participaram da morte do sargento ainda não foram identificadas, mas as diligências estão em andamento. "Não sabemos com precisão se Valdimiro foi reconhecido como policial e acabou executado por isso, ou se aconteceu a triste coincidência dele estar no mesmo ambiente em que o alvo e foi atingido", declarou o Presidente da Associação dos Profissionais da Segurança (APS), Reginauro Sousa.
Com a morte do sargento Valdimiro Silva, subiu para 16 o número de policiais militares assassinados só neste ano, no Estado do Ceará. Os dados da APS contemplam o período de janeiro a junho de 2017.
O último caso registrado ocorreu no último dia 14 de junho, quando o soldado José Roger Marques da Penha, de 45 anos, foi assassinado a tiros no bairro Autran Nunes. O militar estava afastado da Corporação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário