blog

blog

terça-feira, 27 de junho de 2017

Sequência encerrada


Image-0-Artigo-2261277-1
Pablo sofre forte marcação no meio-campo do Leão em jogo de derrota ( Foto: Gazeta de Alagoas )
Sem repetir a boa atuação dos últimos cinco jogos, o Fortaleza perdeu para o CSA/AL por 1x0, ontem à noite no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL, pela sétima rodada da Série C.
Com a derrota, o Leão caiu da segunda para a terceira colocação do Grupo A, mantendo-se com 13 pontos ganhos. O Tricolor volta a jogar no próximo domingo, às 18 horas no PV, diante do Confiança/SE, enquanto que o CSA sai para enfrentar o Salgueiro, no Cornélio de Barros.
O Leão do Pici teve muitos problemas no primeiro tempo. O Azulão adiantou a marcação, obstruindo a saída de bola tricolor. Com isso, o time comandado pelo técnico Paulo Bonamigo não teve espaço para a criação.
Logo aos dois minutos, um chute de Gustavo forçou o goleiro tricolor a se esticar no chão para espalmar. A defesa do Leão não conseguia encaixar a marcação e aos 12 minutos, o mesmo Gustavo chutou e acertou a trave tricolor. O Fortaleza não tinha jogadas ofensivas pelas laterais, o que complicava mais.
Falha na zaga
Além de pressionar com a bola rasteira, o Azulão também o fez na jogada aérea. Aos 32 minutos, a bola foi levantada na área, Ligger cabeceou para cima, na voltam, Adalberto tirou da área de bicicleta, mas Gustavo encheu o pé, rasteiro. A bola ainda resvalou nas mãos do zagueiro Jorge Felipe, que estava deitado, após dividir a bola com Adalberto. O goleiro Marcelo Böeck não foi nem na bola, esperando a marcação de impedimento, que não foi dada pela arbitragem. Resultado: gol do time da casa.
Segundo tempo
O panorama do jogo para o Fortaleza no segundo tempo não mudou muito. O técnico Paulo Bonamigo sacou Adenilson para a entrada de Jô. A proposta era abrir um 4-3-3, quando o Fortaleza estivesse atacando.
Com o placar a seu favor, o CSA recuou a marcação e não permitiu a penetração do adversário. O Tricolor passou a ter um domínio no meio-campo, porém, sem objetividade.
Sem o cenário mudar, Bonamigo fez mais uma alteração, sacando Pedro Carmona, que teve estreia discreta, para a entrada de Leandro Lima. E dos pés deste foi que saiu o lance de maior perigo do Fortaleza até então, aos 32 minutos. Ele recebeu passe de Hiago, limpou o lance e encheu o pé. A bola chocou-se com o travessão e na sequência da jogada, o atacante Lúcio Flávio se contundiu, dividindo a bola com o goleiro.
Acabou sendo substituído, entrando Leandro Cearense em seu lugar. Uma cabeçada de Leandro Cearense, aos 49 minutos, que o goleiro espalmou para escanteio foi o segundo momento perigoso para o Fortaleza no segundo tempo e foi só, para um time que produziu e caiu para terceiro lugar.
s10

Nenhum comentário:

Postar um comentário